Como salvar roupas de bebê para que não estraguem

Como salvar roupas de bebê para que não estraguem

Como salvar roupas de bebê para que não estraguem

Se você é mãe, provavelmente já passou pela situação de ter que guardar as roupas de bebê que não servem mais para o seu pequeno. Afinal, eles crescem em um ritmo incrível e deixam as roupinhas pequenas em poucos dias. E com isso, surge a dúvida: como guardar essas roupas para que elas não estraguem e possam ser usadas novamente no futuro? Neste artigo, vamos te dar dicas valiosas de como salvar roupas de bebê para que elas possam ser aproveitadas por muito mais tempo.

Por que guardar as roupas de bebê?

Os bebês crescem muito rápido e é comum que as roupas tenham pouco tempo de uso e ainda estejam em perfeito estado. Guardar essas roupas pode ser uma ótima forma de economizar dinheiro no futuro, já que você não precisará comprar novas peças para o próximo filho ou para presentear amigos e familiares com crianças.

Além disso, as roupas de bebê possuem um valor sentimental enorme, já que são usadas em momentos especiais e únicos na vida da criança. Guardá-las também é uma forma de preservar essas lembranças e poder revivê-las no futuro.

Como guardar as roupas de bebê corretamente?

1. Lave as roupas antes de guardar

Antes de guardar as roupas de bebê, é importante lavá-las para remover qualquer resíduo de sujeira ou mancha que possa danificá-las ao longo do tempo. Use um sabão neutro e evite amaciantes, que podem deixar resíduos nas roupas.

2. Seque as roupas ao sol

Após a lavagem, é importante secar as roupas ao sol. A luz solar é um ótimo desinfetante e ajuda a evitar o aparecimento de mofo nas roupas.

3. Escolha um local adequado para guardar as roupas

Escolha um local arejado, seco e escuro para guardar as roupas. Evite ambientes úmidos e com muita luz, pois isso pode acelerar o processo de deterioração das roupas.

4. Use sacos de tecido ou caixas de papelão

Para guardar as roupas de bebê, opte por sacos de tecido ou caixas de papelão. Evite sacos plásticos, pois eles não permitem que as roupas "respirem" e podem causar o acúmulo de umidade.

5. Separe as roupas por tamanho

Para facilitar a organização e a busca pelas roupas no futuro, separe as peças por tamanho antes de guardá-las. Você pode usar etiquetas ou caixas diferentes para cada tamanho.

6. Use papel de seda para proteger as roupas

Se as roupas forem muito delicadas ou tiverem detalhes bordados, é recomendado protegê-las com papel de seda antes de guardá-las. Isso evitará que elas sejam danificadas ao longo do tempo.

7. Evite amarrar as roupas com elásticos

Amarrar as roupas com elásticos pode danificar os tecidos e deixar marcas permanentes. Opte por dobrar as roupas e colocá-las em caixas ou sacos.

8. Não guarde roupas úmidas

Nunca guarde roupas úmidas, pois isso pode causar o aparecimento de mofo e deixar um cheiro desagradável nas peças. Certifique-se de que as roupas estejam completamente secas antes de guardá-las.

9. Faça a troca de roupas de acordo com as estações

Para evitar que as roupas fiquem guardadas por muito tempo, faça a troca de acordo com as estações do ano. Por exemplo, no verão, guarde as roupas de inverno e vice-versa.

10. Revise as roupas periodicamente

Mesmo guardando as roupas corretamente, é importante revisá-las periodicamente para verificar se não há nenhum sinal de mofo ou umidade. Se encontrar alguma peça danificada, lave-a novamente e seque ao sol antes de guardar novamente.

Curiosidades sobre roupas de bebê

- O tamanho das roupas de bebê é determinado pela altura do bebê, e não pelo peso.
- O tamanho RN (recém-nascido) é indicado para bebês com até 3,2kg e até 50cm de altura.
- O tamanho P é indicado para bebês com até 5kg e até 55cm de altura.
- O tamanho M é indicado para bebês com até 6,5kg e até 62cm de altura.
- O tamanho G é indicado para bebês com até 8kg e até 68cm de altura.
- O tamanho GG é indicado para bebês com até 10kg e até 74cm de altura.
- Os bebês usam, em média, 4 tamanhos diferentes de roupa no primeiro ano de vida.
- As roupas de bebê são feitas com tecidos macios e confortáveis, pois a pele dos bebês é muito sensível.
- As cores mais comuns nas roupas de bebê são o branco, o rosa e o azul, mas atualmente também é possível encontrar peças com cores mais vivas e estampas divertidas.

Dicas extras

- Se você não tiver espaço para guardar as roupas de bebê, uma opção é doá-las para instituições de caridade ou para amigos e familiares que tenham filhos.
- Se você pretende guardar as roupas por muito tempo, é recomendado fazer uma limpeza mais profunda antes de usá-las novamente. Lave as peças com água quente e use um desinfetante para garantir que elas estejam livres de qualquer bactéria ou fungo.
- Se você for presentear alguém com roupas de bebê, é sempre bom perguntar aos pais o tamanho atual da criança e qual é a previsão de crescimento, para evitar dar peças que não servirão por muito tempo.

Conclusão

Guardar as roupas de bebê corretamente é uma forma de economizar dinheiro e preservar as lembranças dos primeiros meses de vida do seu filho. Seguindo as dicas deste artigo, você poderá manter as roupas em perfeito estado e usá-las novamente no futuro, seja para o próximo filho, para presentear amigos e familiares ou para doar para quem precisa. Além disso, ao seguir as dicas de armazenamento adequado, você também estará garantindo a saúde e o bem-estar do seu bebê, já que as roupas estarão livres de mofo e bactérias.

Receitas relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tu valoración: Útil

Go up