É ruim para os bebês assistir à televisão?

É ruim para os bebês assistir à televisão?

Como mãe e redatora, sei como é importante estar informada sobre tudo relacionado a mães, bebês, crianças e gravidez. E uma das questões que sempre me preocupa é o impacto da televisão na vida dos nossos pequenos. Afinal, como lidar com essa mídia tão presente em nossas casas? Será que é ruim para os bebês assistirem à televisão? Para responder a essas perguntas, preparei um conteúdo completo e informativo sobre o assunto.

índice

O impacto da televisão na vida dos bebês

O consumo de televisão ainda é alto

Apesar do avanço da tecnologia e do acesso a outras formas de mídia, como computadores, tablets e telefones, a televisão ainda é a mídia mais consumida em residências. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2019, mais de 96% dos lares brasileiros possuíam pelo menos um aparelho de televisão.

A queda no consumo de adolescentes

Por outro lado, nos últimos anos, temos visto uma queda no consumo de televisão entre os adolescentes. Segundo uma pesquisa da Kantar Ibope Media, em 2018, houve uma redução de 4,5% no tempo dedicado à televisão pelos jovens de 12 a 17 anos. O motivo não é porque eles estão lendo mais ou se dedicando a atividades de tempo livre, mas sim porque demonstraram um interesse maior em outros dispositivos que possuem acesso à internet.

É importante ressaltar que esse aumento no consumo de outras mídias não significa que os adolescentes estão abandonando totalmente a televisão. Muitos ainda assistem a seus programas favoritos por meio de plataformas de streaming ou canais de TV a cabo. No entanto, a tendência é que, com o avanço da tecnologia, o consumo de televisão continue diminuindo nessa faixa etária.

Os perigos da televisão para os bebês

Agora que já vimos como a televisão está presente em nossas vidas, é hora de falarmos sobre os possíveis impactos que ela pode ter na vida dos nossos bebês. É importante lembrar que, até os 2 anos de idade, a American Academy of Pediatrics (AAP) recomenda que as crianças não assistam à televisão. E, mesmo depois dessa idade, é preciso ter cuidado com o que elas assistem e por quanto tempo.

Atraso no desenvolvimento da linguagem

Um dos principais riscos do uso excessivo da televisão pelos bebês é o atraso no desenvolvimento da linguagem. Isso acontece porque, nessa fase da vida, os pequenos precisam de estímulos reais, como brincadeiras e interação com outras pessoas, para desenvolver a fala. Ao passo que, quando estão assistindo à televisão, eles ficam passivos, sem a necessidade de falar ou interagir.

Problemas de comportamento

Além do desenvolvimento da linguagem, o uso excessivo da televisão também pode afetar o comportamento dos bebês. Isso porque, ao assistirem a programas violentos ou com muita agitação, os pequenos podem se tornar mais agressivos e hiperativos. Além disso, o excesso de estímulos visuais pode sobrecarregar o cérebro em desenvolvimento, causando problemas de atenção e concentração.

Por que é ruim para os bebês assistirem à televisão?

Para responder a essa pergunta, separei algumas perguntas e respostas que vão esclarecer os principais motivos pelos quais a televisão pode ser prejudicial para os bebês. Confira:

1. A televisão pode afetar o sono dos bebês?

Sim, o uso excessivo da televisão pode afetar o sono dos bebês, principalmente se eles assistem à televisão antes de dormir. Isso porque a luz emitida pelo aparelho pode afetar a produção de melatonina, o hormônio responsável por regular o sono. Além disso, a agitação e o barulho dos programas podem deixar os bebês agitados e dificultar o sono.

2. Assistir à televisão pode prejudicar o desenvolvimento da criatividade dos bebês?

Sim, quando os bebês ficam expostos a uma única forma de entretenimento, como a televisão, eles perdem a oportunidade de explorar e usar a criatividade. É importante que eles tenham contato com diferentes estímulos para que possam desenvolver sua imaginação e criatividade.

3. A televisão pode ser usada como babá eletrônica?

Não é recomendado que a televisão seja usada como babá eletrônica. Além de não ser segura, já que os bebês precisam de supervisão constante, o uso da televisão dessa forma pode causar dependência e prejudicar o desenvolvimento dos pequenos.

4. Assistir à televisão pode causar problemas de visão nos bebês?

Não existem estudos que comprovem que assistir à televisão pode causar problemas de visão nos bebês. No entanto, é importante que eles tenham uma distância segura da tela, que não seja superior a 1,5 metro, e que façam pausas para descansar os olhos.

5. O uso de tablets e celulares é tão prejudicial quanto a televisão?

Sim, o uso excessivo de tablets e celulares também pode ser prejudicial para os bebês, pois eles também ficam expostos a estímulos visuais e sonoros por um longo período. Além disso, esses dispositivos também podem afetar o sono e o desenvolvimento da linguagem dos pequenos.

6. A televisão pode ser usada como ferramenta de aprendizado para os bebês?

A televisão não deve ser usada como ferramenta de aprendizado para os bebês. Isso porque, nessa fase da vida, é importante que eles tenham experiências reais para aprender e desenvolver suas habilidades. Além disso, os programas infantis nem sempre são educativos e podem transmitir valores e comportamentos que não são desejáveis.

7. Assistir à televisão pode ser benéfico para os bebês em algum momento?

Em alguns casos, a televisão pode ser usada de forma benéfica para os bebês. Por exemplo, quando eles assistem a programas educativos e interagem com os pais durante o programa, comentando e fazendo perguntas. Além disso, em momentos de crise, como uma viagem longa ou uma consulta médica, a televisão pode ser uma forma de distrair e acalmar os bebês.

8. É verdade que os bebês não devem assistir à televisão até os 2 anos de idade?

Sim, segundo a American Academy of Pediatrics (AAP), os bebês não devem assistir à televisão até os 2 anos de idade. Isso porque essa é uma fase crucial para o desenvolvimento da linguagem e da socialização, e a televisão pode prejudicar esses processos.

9. É possível controlar o tempo que os bebês assistem à televisão?

Sim, é possível controlar o tempo que os bebês assistem à televisão. É importante que os pais estabeleçam regras claras e limitem o tempo de exposição aos programas. Além disso, é importante que os pais também deem o exemplo e evitem ficar muito tempo em frente à televisão.

10. A televisão pode ser usada como forma de entretenimento para os bebês?

Não é recomendado que a televisão seja usada como forma de entretenimento para os bebês. Como vimos, ela pode trazer diversos prejuízos para o desenvolvimento dos pequenos. É importante que os pais busquem outras formas de entretenimento para os bebês, como brincadeiras, livros e músicas.

Sugestões de atividades para os bebês

Agora que já vimos os perigos da televisão para os bebês, é hora de falarmos sobre algumas atividades que podem ser feitas com os pequenos para substituir o tempo em frente à televisão. Confira algumas sugestões:

  • Brincadeiras com objetos simples, como blocos de montar, bolas e caixas;
  • Explorar diferentes texturas e sensações, como água, areia, massinha e tinta guache;
  • Leitura de livros infantis, estimulando a imaginação e a criatividade;
  • Atividades de pintura, desenho e colagem;
  • Passeios ao ar livre e contato com a natureza;
  • Brincadeiras com música e dança;
  • Jogos que estimulem a coordenação motora e o raciocínio lógico, como jogos de encaixe e quebra-cabeças;
  • Atividades de culinária simples, como fazer biscoitos ou bolinhos.

Conclusão

Como vimos, a televisão pode trazer diversos prejuízos para o desenvolvimento dos bebês, principalmente quando usada de forma excessiva e sem supervisão. É importante que os pais estejam atentos aos programas que seus filhos assistem e limitem o tempo em frente à tela. Além disso, é fundamental que os bebês tenham outras formas de estímulo e entretenimento, como brincadeiras e atividades que promovam o desenvolvimento de suas habilidades. Lembre-se sempre de que a interação real com outras pessoas é fundamental para o desenvolvimento dos pequenos e que a televisão não pode substituir essa interação.

Receitas relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tu valoración: Útil

Go up