Exercícios de piso pélvico para gravidez

Exercícios de piso pélvico para gravidez

Olá! Seja bem-vinda ao nosso blog Tudo sobre mães, bebês, crianças e gravidez. Aqui, falamos sobre assuntos relacionados a maternidade e tudo que envolve esse universo tão especial. Hoje, vamos falar sobre exercícios de piso pélvico para gravidez.

Como é conhecido, praticar esportes ou exercícios em qualquer idade fornece inúmeros benefícios para a nossa saúde. E isso não é diferente durante a gravidez. É importante se mover e permanecer ativo, exceto nos casos em que seria contraproducente, como risco de aborto ou parto prematuro.

Nesse sentido, os exercícios de piso pélvico são uma excelente opção para as gestantes. Além de ajudarem no fortalecimento dessa região tão importante do corpo, eles também trazem diversos benefícios para a gestante e para o bebê. Vamos entender melhor sobre isso?

O que são exercícios de piso pélvico?

Os exercícios de piso pélvico são atividades físicas focadas na musculatura da região do assoalho pélvico, que envolve os músculos do períneo, do útero, da bexiga e do reto. Esses músculos são responsáveis por controlar a urina, fezes e a sustentação dos órgãos internos.

Durante a gravidez, esses músculos sofrem uma grande sobrecarga devido ao aumento do peso do útero e do bebê. Por isso, é importante fortalecê-los para evitar problemas como incontinência urinária, dores lombares e até mesmo parto prematuro.

Como praticar exercícios de piso pélvico durante a gravidez?

Antes de iniciar qualquer tipo de exercício físico durante a gravidez, é fundamental consultar o seu médico obstetra. Ele poderá orientar sobre quais exercícios são mais indicados para o seu caso e em qual intensidade praticá-los.

Os exercícios de piso pélvico podem ser realizados em qualquer trimestre da gestação, mas é importante respeitar os limites do seu corpo e não forçar demais. Confira algumas opções de exercícios que podem ser feitos em casa:

1. Exercício de Kegel:

Este é um dos exercícios mais conhecidos para fortalecer o assoalho pélvico. Para realizá-lo, é necessário contrair os músculos da região do períneo, como se estivesse segurando a urina. Mantenha a contração por 5 segundos e depois relaxe. Repita 10 vezes.

2. Ponte pélvica:

Deite-se de costas com os joelhos flexionados e os pés apoiados no chão. Eleve o quadril, contraindo os músculos do bumbum e do assoalho pélvico. Mantenha a posição por 5 segundos e depois relaxe. Repita 10 vezes.

3. Elevação de quadril:

Deite-se de costas com os joelhos flexionados e os pés apoiados no chão. Eleve o quadril até formar uma linha reta com o seu corpo, mantendo os pés no chão. Segure por 5 segundos e volte à posição inicial. Repita 10 vezes.

4. Agachamento com bola:

Fique em pé, com os pés afastados na largura dos quadris, segurando uma bola entre as pernas. Flexione os joelhos, como se fosse sentar em uma cadeira, e mantenha a posição por 5 segundos. Volte à posição inicial e repita 10 vezes.

5. Alongamento do assoalho pélvico:

Sente-se com as pernas estendidas à sua frente e as mãos apoiadas no chão. Incline o tronco para frente, como se quisesse encostar o peito nas coxas. Mantenha a posição por 5 segundos e depois relaxe. Repita 10 vezes.

Quais são os benefícios dos exercícios de piso pélvico durante a gravidez?

Praticar exercícios de piso pélvico durante a gravidez traz diversos benefícios para a gestante e para o bebê. Confira alguns deles:

1. Fortalecimento do assoalho pélvico:

Como já mencionado, os exercícios de piso pélvico ajudam a fortalecer a musculatura da região do assoalho pélvico, evitando problemas como incontinência urinária e dores lombares.

2. Preparação para o parto:

Os exercícios de piso pélvico também ajudam a preparar o corpo para o momento do parto. Um assoalho pélvico forte é essencial para suportar as contrações e facilitar a saída do bebê durante o parto normal.

3. Melhora na circulação sanguínea:

A prática regular dos exercícios de piso pélvico também ajuda a melhorar a circulação sanguínea na região pélvica, o que pode reduzir o inchaço e as dores nas pernas durante a gravidez.

4. Recuperação pós-parto:

Além de preparar o corpo para o parto, os exercícios de piso pélvico também ajudam na recuperação pós-parto, auxiliando no fortalecimento dos músculos que foram alongados durante a gestação.

5. Melhora na vida sexual:

Um assoalho pélvico forte também pode melhorar a vida sexual da mulher, proporcionando mais prazer e controle durante as relações sexuais.

Dicas extras:

Além dos exercícios de piso pélvico, é importante manter uma rotina de atividades físicas durante a gravidez, sempre respeitando os limites do seu corpo. Caminhadas, natação e pilates são boas opções para as gestantes.

Também é importante manter uma alimentação saudável e equilibrada, garantindo a ingestão de nutrientes essenciais para o desenvolvimento do bebê e para a saúde da gestante.

Curiosidades sobre os exercícios de piso pélvico:

1. Os exercícios de piso pélvico podem ser praticados em qualquer idade, não só durante a gravidez.

2. Eles também são indicados para homens, principalmente para prevenir problemas relacionados à próstata.

3. A prática regular dos exercícios de piso pélvico pode ajudar a prevenir o prolapso uterino, condição em que o útero desce para a vagina devido à fraqueza dos músculos pélvicos.

4. Além dos benefícios físicos, os exercícios de piso pélvico também podem trazer benefícios emocionais, como maior autoestima e confiança.

5. Os exercícios de piso pélvico também podem ser feitos durante o trabalho de parto, auxiliando na dilatação do colo do útero e no alívio das dores.

Conclusão:

Os exercícios de piso pélvico são uma excelente opção para as gestantes, pois ajudam a fortalecer a musculatura do assoalho pélvico, preparar o corpo para o parto e trazer diversos benefícios para a saúde. Além disso, são atividades simples e que podem ser realizadas em casa, com orientação médica. Não deixe de incluí-los na sua rotina durante a gestação e aproveite todos os benefícios que eles podem proporcionar para você e para o seu bebê.

Gostou do nosso conteúdo? Então não deixe de compartilhá-lo com outras gestantes e futuras mamães. E continue acompanhando o nosso blog para mais dicas e informações sobre maternidade e cuidados com a saúde da mulher. Até a próxima!

Receitas relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tu valoración: Útil

Go up