Método de Bliss: o que é, benefícios e como introduzi -lo

Método de Bliss: o que é

Olá querida leitora, hoje vamos falar sobre um assunto que é muito importante para as mamães e papais de primeira viagem: a introdução alimentar do bebê. Esse é um momento que gera muitas dúvidas e preocupações, afinal, estamos falando da alimentação do nosso pequeno ser que acabou de chegar ao mundo.

Existem diversas formas de introduzir a alimentação complementar ao bebê, mas hoje vamos falar especificamente sobre o método de Bliss. Você já ouviu falar sobre ele? Sabe quais são seus benefícios e como introduzi-lo na rotina do seu bebê? Não se preocupe, ao final dessa postagem você terá todas as informações necessárias para entender e aplicar esse método.

O que é o Método de Bliss?

O Método de Bliss, também conhecido como BLW (Baby Led Weaning), é uma forma de introdução alimentar que consiste em deixar que o bebê explore e descubra os alimentos por conta própria, sem a utilização de papinhas ou alimentos amassados. Ou seja, o bebê irá se alimentar de forma independente, utilizando as mãos e a própria coordenação motora para levar os alimentos à boca.

Esse método foi criado pela britânica Gill Rapley, que é enfermeira e pesquisadora em saúde infantil. Ela defende que o bebê é capaz de se alimentar sozinho, desde que ofereçamos a ele alimentos adequados e seguros para essa fase.

Quais são os benefícios do Método de Bliss?

O Método de Bliss traz diversos benefícios tanto para o bebê quanto para os pais. Vamos conhecê-los:

1. Desenvolvimento da coordenação motora e da autonomia do bebê: ao explorar os alimentos com as mãos, o bebê aprimora sua coordenação motora e aprende a se alimentar de forma independente, o que é essencial para seu desenvolvimento.

2. Estimula a mastigação e a salivação: como o bebê irá levar os alimentos à boca, ele terá a oportunidade de mastigar e produzir saliva, o que é importante para o desenvolvimento da musculatura da boca e para a digestão dos alimentos.

3. Conhecimento dos alimentos: ao oferecer alimentos inteiros, o bebê tem a oportunidade de conhecer diferentes texturas, sabores e cores, o que é importante para ampliar seu repertório alimentar e desenvolver seu paladar.

4. Maior aceitação dos alimentos: ao se alimentar de forma independente, o bebê tem a oportunidade de escolher o que quer comer e em qual quantidade, o que pode levar a uma maior aceitação dos alimentos.

5. Fortalecimento do vínculo entre pais e filho: o Método de Bliss incentiva a participação dos pais na alimentação do bebê, o que fortalece o vínculo entre eles e promove momentos de interação e aprendizado.

Como introduzir o Método de Bliss na alimentação do bebê?

A introdução do Método de Bliss na rotina alimentar do bebê deve ser feita a partir dos seis meses de idade, quando o bebê já está pronto para receber alimentos sólidos. É importante ressaltar que esse método não exclui a amamentação, que deve continuar sendo oferecida até, pelo menos, os dois anos de idade.

Para começar, ofereça alimentos em pedaços grandes e macios, que o bebê consiga segurar com as mãos e levar à boca. Frutas, legumes e carnes bem cozidos são boas opções. É importante ficar atento a possíveis engasgos e sempre supervisionar o bebê durante as refeições.

Conforme o bebê for se adaptando e desenvolvendo sua habilidade de mastigação, é possível ir oferecendo alimentos em pedaços menores e mais consistentes, até que ele seja capaz de comer alimentos em sua forma original, como arroz, feijão e carnes.

É importante ressaltar que cada bebê tem seu próprio ritmo e é preciso respeitar suas preferências e limitações. Alguns bebês podem demorar mais para se adaptar ao Método de Bliss, enquanto outros podem se adaptar rapidamente. O importante é não forçar a alimentação e oferecer uma variedade de alimentos saudáveis para o bebê experimentar.

10 perguntas e respostas sobre o Método de Bliss

1. A partir de qual idade é indicado iniciar o Método de Bliss?

O Método de Bliss é indicado a partir dos seis meses de idade, quando o bebê já está pronto para receber alimentos sólidos.

2. O Método de Bliss substitui a amamentação?

Não. O Método de Bliss não exclui a amamentação, que deve continuar sendo oferecida até, pelo menos, os dois anos de idade.

3. Quais alimentos são indicados para iniciar o Método de Bliss?

Frutas, legumes e carnes bem cozidos são boas opções para iniciar o Método de Bliss.

4. Como prevenir engasgos durante o Método de Bliss?

É importante oferecer alimentos em pedaços grandes e macios, que o bebê consiga segurar com as mãos e levar à boca. Além disso, é essencial sempre supervisionar o bebê durante as refeições.

5. O Método de Bliss é indicado para todos os bebês?

Não. Bebês com problemas de saúde que afetam a habilidade de mastigação e deglutição não devem seguir o Método de Bliss.

6. Qual a principal vantagem do Método de Bliss em relação ao método tradicional de introdução alimentar?

O Método de Bliss incentiva a autonomia do bebê e a exploração dos alimentos de forma independente, o que pode levar a uma maior aceitação dos alimentos.

7. É necessário oferecer água ao bebê durante o Método de Bliss?

Sim. É importante oferecer água ao bebê para manter sua hidratação.

8. O Método de Bliss pode ser aplicado em bebês que já iniciaram a alimentação com papinhas?

Sim. O Método de Bliss pode ser aplicado em qualquer fase da introdução alimentar.

9. Como escolher os alimentos a serem oferecidos no Método de Bliss?

É importante oferecer uma variedade de alimentos saudáveis, respeitando as preferências e limitações do bebê.

10. É possível utilizar o Método de Bliss em conjunto com outros métodos de introdução alimentar?

Sim. O Método de Bliss pode ser combinado com outros métodos, desde que respeitando as preferências e limitações do bebê.

Dicas interessantes para aplicar o Método de Bliss

1. Ofereça alimentos variados e saudáveis, respeitando as preferências e limitações do bebê.

2. Incentive a participação dos pais na alimentação do bebê, promovendo momentos de interação e aprendizado.

3. Respeite o ritmo do bebê e não force a alimentação.

4. Sempre supervisione o bebê durante as refeições.

5. Ofereça água para manter a hidratação do bebê.

6. Utilize alimentos em pedaços grandes e macios no início e vá aumentando a consistência conforme o bebê se adapta.

7. Tenha paciência e não desista se o bebê não se adaptar de imediato.

8. Não ofereça alimentos industrializados, ricos em açúcar e sal, para o bebê.

9. Busque informações com profissionais de saúde antes de iniciar o Método de Bliss.

10. Respeite o momento do bebê e lembre-se de que cada criança é única e tem seu próprio ritmo de desenvolvimento.

Conclusão

O Método de Bliss é uma forma de introdução alimentar que pode trazer diversos benefícios para o bebê e para os pais. É importante respeitar o ritmo e as preferências do bebê e buscar informações com profissionais de saúde antes de iniciar esse método.

Lembre-se de que cada bebê é único e pode se adaptar de forma diferente ao Método de Bliss. O importante é oferecer uma variedade de alimentos saudáveis e incentivar a autonomia e a exploração do bebê durante as refeições.

Espero que esse texto tenha sido útil para esclarecer suas dúvidas sobre o Método de Bliss. Aproveite esse momento tão importante na vida do seu bebê e desfrute dessa fase de descobertas e aprendizado juntos.

Receitas relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tu valoración: Útil

Go up