Principais doenças na gravidez

Principais doenças na gravidez

Olá, querida leitora! Seja bem-vinda a mais um post aqui no blog Tudo sobre mães, bebês, crianças e gravidez. Hoje, vamos falar sobre um assunto muito importante e que merece a nossa atenção: as principais doenças na gravidez.

A gravidez é um momento único e especial na vida de uma mulher. É um período de grandes transformações físicas e emocionais, que requer cuidados e atenção redobrados. No entanto, infelizmente, nem todas as gestações são tranquilas e sem complicações.

Nos últimos anos, tem sido observado um aumento nos casos de mortes relacionadas à gravidez e ao parto. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada ano, cerca de 295 mil mulheres morrem devido a complicações durante a gestação e o parto. Isso significa que a cada dois minutos, uma mulher perde a vida por causa de problemas relacionados à gravidez.

Mas por que isso acontece? Quais são as principais doenças que podem afetar uma gestante? É sobre isso que vamos falar agora. Então, continue lendo e confira todas as informações que preparamos para você.

índice

Pré-eclâmpsia

A pré-eclâmpsia é uma doença que afeta cerca de 5% das gestantes e pode ser fatal se não for tratada adequadamente. Ela é caracterizada por um aumento da pressão arterial e presença de proteína na urina após a 20ª semana de gestação. Se não for tratada, pode evoluir para eclâmpsia, que é uma forma mais grave da doença e pode causar convulsões e até a morte da mãe e do bebê.

Quais são os sintomas da pré-eclâmpsia?

Os principais sintomas da pré-eclâmpsia são: pressão alta, inchaço no rosto, mãos e pés, dor de cabeça intensa e persistente, visão turva, náuseas e vômitos, dor abdominal, diminuição da produção de urina e falta de ar. Por isso, é muito importante que a gestante esteja atenta a esses sinais e, caso perceba algum deles, procure imediatamente ajuda médica.

Como prevenir a pré-eclâmpsia?

Não há uma forma comprovada de prevenir a pré-eclâmpsia. No entanto, algumas medidas podem ajudar a reduzir o risco de desenvolver a doença, como: manter uma alimentação saudável e equilibrada, praticar atividades físicas leves e regulares, controlar o peso, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e cigarro, e fazer o acompanhamento pré-natal adequado.

Diabetes gestacional

A diabetes gestacional é um tipo de diabetes que se desenvolve durante a gestação e afeta cerca de 7% das grávidas. Ela ocorre quando o corpo não consegue produzir ou utilizar adequadamente a insulina, o que faz com que os níveis de glicose no sangue fiquem elevados. Se não for tratada, pode levar a complicações tanto para a mãe quanto para o bebê.

Quais são os sintomas da diabetes gestacional?

Em geral, a diabetes gestacional não apresenta sintomas. No entanto, em alguns casos, a gestante pode apresentar sede e fome excessivas, aumento da vontade de urinar, visão embaçada e cansaço. Por isso, é importante que a mulher faça o exame de glicemia durante o pré-natal para identificar precocemente a doença.

Como prevenir a diabetes gestacional?

Algumas medidas podem ajudar a prevenir a diabetes gestacional, como: manter uma alimentação saudável e equilibrada, evitar o consumo de alimentos ricos em açúcar e carboidratos, praticar atividades físicas regulares, controlar o peso e fazer o acompanhamento pré-natal adequado.

Hipertensão arterial

A hipertensão arterial é uma condição caracterizada por níveis elevados de pressão sanguínea. Durante a gravidez, ela pode se manifestar de forma aguda, conhecida como hipertensão gestacional, ou pode ser uma condição preexistente que se agrava durante a gestação. Se não for tratada, pode levar a complicações graves, como pré-eclâmpsia e eclâmpsia.

Quais são os sintomas da hipertensão arterial?

Os principais sintomas da hipertensão arterial são: pressão alta, dores de cabeça intensas e persistentes, visão turva, inchaço no rosto, mãos e pés, dor abdominal, náuseas e vômitos, e falta de ar. É importante lembrar que a hipertensão gestacional pode se manifestar sem sintomas, por isso, é fundamental fazer o acompanhamento pré-natal regularmente.

Como prevenir a hipertensão arterial?

Algumas medidas podem ajudar a prevenir a hipertensão arterial durante a gestação, como: manter uma alimentação saudável e equilibrada, praticar atividades físicas regulares, controlar o peso, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e cigarro, e fazer o acompanhamento pré-natal adequado.

Infecções urinárias

As infecções urinárias são comuns durante a gravidez, pois o aumento dos níveis de hormônios e o crescimento do útero podem dificultar a eliminação da urina, favorecendo a proliferação de bactérias. Se não for tratada, a infecção pode se espalhar para os rins e causar complicações graves.

Quais são os sintomas das infecções urinárias?

Os principais sintomas das infecções urinárias são: dor ou ardência ao urinar, vontade frequente de urinar, urina com cheiro forte, presença de sangue na urina, dor na região pélvica, febre e calafrios. É importante lembrar que, muitas vezes, a infecção urinária pode ser assintomática, por isso, é fundamental fazer exames de rotina durante o pré-natal.

Como prevenir as infecções urinárias?

Algumas medidas podem ajudar a prevenir as infecções urinárias durante a gestação, como: manter uma boa higiene íntima, beber bastante água, urinar sempre após a relação sexual, evitar o uso de roupas íntimas apertadas e de tecidos sintéticos, e fazer o acompanhamento pré-natal adequado.

Anemia

A anemia é uma condição caracterizada pela diminuição dos níveis de hemoglobina no sangue, o que pode causar cansaço, fraqueza, falta de ar e outros sintomas. Durante a gravidez, a anemia é comum devido ao aumento da demanda de nutrientes para o desenvolvimento do bebê.

Quais são os sintomas da anemia?

Os principais sintomas da anemia são: cansaço excessivo, fraqueza, falta de ar, palidez, tonturas, palpitações e desmaios. É importante lembrar que esses sintomas podem ser comuns durante a gestação, mas se forem persistentes, é necessário procurar um médico para fazer o diagnóstico correto.

Como prevenir a anemia?

Algumas medidas podem ajudar a prevenir a anemia durante a gestação, como: manter uma alimentação saudável e rica em alimentos fontes de ferro, como carnes vermelhas, folhas verde-escuras, feijão e lentilha, fazer suplementação de ferro indicada pelo médico, e fazer o acompanhamento pré-natal adequado.

Curiosidades sobre a gravidez

Além das principais doenças na gravidez, existem algumas curiosidades sobre esse período que podem ser interessantes de saber. Confira algumas delas:

  • A gravidez é contada a partir do primeiro dia da última menstruação, e não a partir da concepção.
  • O bebê começa a ouvir os sons externos a partir da 18ª semana de gestação.
  • O sentido do paladar do bebê começa a se desenvolver a partir da 12ª semana de gestação.
  • Os hormônios da gravidez podem fazer com que os cabelos e unhas cresçam mais rapidamente.
  • A maioria dos bebês nasce entre as semanas 38 e 42 de gestação.

Dicas para uma gestação saudável

Além de prevenir as doenças mencionadas acima, é importante adotar hábitos saudáveis durante a gestação para garantir uma gravidez tranquila e sem complicações. Confira algumas dicas:

  • Realize o pré-natal regularmente e siga todas as orientações do seu médico.
  • Adote uma alimentação saudável e equilibrada, com uma variedade de frutas, verduras, legumes e proteínas.
  • Evite o consumo de alimentos ricos em açúcar e gorduras, como doces, refrigerantes e frituras.
  • Pratique atividades físicas leves e regulares, sempre com a orientação de um profissional.
  • Descanse o suficiente e evite o estresse.
  • Evite o consumo de bebidas alcoólicas e cigarro.
  • Use roupas confortáveis e evite sapatos de salto alto.
  • Hidrate-se adequadamente, bebendo bastante água ao longo do dia.
  • Não se automedique e sempre consulte um médico antes de tomar qualquer medicamento.

Conclusão

A gravidez é um momento especial e único na vida de uma mulher, mas que requer cuidados e atenção. Por isso, é fundamental fazer o acompanhamento pré-natal regularmente e adotar hábitos saudáveis para prevenir as principais doenças que podem afetar a gestante e o bebê.

Esperamos que esse post tenha sido útil e esclarecedor para você. Lembre-se sempre de buscar orientação médica e seguir todas as recomendações para ter uma gestação tranquila e sa

Receitas relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tu valoración: Útil

Go up