Quais são os exercícios de Kegel e como executá -los no pós -parto

Quais são os exercícios de Kegel e como executá -los no pós -parto

Olá, mamãe! Se você está lendo este texto, é provável que tenha passado ou esteja passando pela maravilhosa e desafiadora fase da maternidade. E como mãe, você sabe que a gravidez e o pós-parto trazem muitas mudanças e desafios para o corpo da mulher. Uma dessas mudanças pode ser a fraqueza da musculatura pélvica, que pode causar desconfortos e até mesmo problemas de saúde. Mas calma, mamãe, existem exercícios simples e eficazes que podem ajudar a fortalecer essa região e melhorar sua qualidade de vida. Hoje, vamos falar sobre os exercícios de Kegel e como executá-los no pós-parto.

índice

O que são exercícios de Kegel?

Os exercícios de Kegel são exercícios que visam fortalecer a musculatura do assoalho pélvico, que é a região que fica entre o osso púbico e o cóccix. Esses músculos são responsáveis por sustentar os órgãos pélvicos, como a bexiga, o útero e o reto. Durante a gravidez e o parto, essa musculatura é muito exigida e pode acabar ficando enfraquecida, o que pode causar incontinência urinária, prolapsos (quando os órgãos pélvicos descem para a vagina) e até mesmo dores durante as relações sexuais.

Os exercícios de Kegel foram criados pelo médico ginecologista Arnold Kegel e consistem em contrair e relaxar os músculos do assoalho pélvico. Esses exercícios podem ser realizados em qualquer lugar e a qualquer momento, sem que ninguém perceba. E o melhor de tudo, mamãe, é que eles podem ser feitos tanto durante a gravidez quanto no pós-parto.

Por que a musculatura pélvica enfraquece durante a gravidez e o pós-parto?

Durante a gravidez, os hormônios fazem com que os tecidos do corpo fiquem mais flexíveis, o que é importante para acomodar o crescimento do bebê e facilitar o parto. Além disso, o peso do útero e dos órgãos abdominais sobre o assoalho pélvico também pode enfraquecer essa musculatura.

Já no pós-parto, os músculos do assoalho pélvico podem ficar ainda mais enfraquecidos devido ao esforço realizado durante o trabalho de parto e ao processo de cicatrização da região. Além disso, a amamentação pode fazer com que os hormônios continuem a afetar os tecidos do corpo, prolongando a fragilidade da musculatura pélvica.

Quem pode fazer exercícios de Kegel?

Todas as mulheres podem fazer exercícios de Kegel, desde as que estão grávidas até as que já tiveram seus bebês há algum tempo. Inclusive, é recomendado que as mulheres comecem a fazer esses exercícios durante a gravidez, pois assim já estarão com a musculatura pélvica fortalecida para o momento do parto.

No entanto, é sempre importante consultar seu médico antes de iniciar qualquer tipo de exercício, principalmente no pós-parto. Ele poderá avaliar se você está apta para fazer os exercícios e indicar a melhor maneira de realizá-los.

Como executar os exercícios de Kegel no pós-parto?

Os exercícios de Kegel são muito simples e podem ser feitos em qualquer lugar, sem a necessidade de equipamentos ou acessórios. Vamos seguir o passo a passo para você começar a praticá-los agora mesmo!

1. Identifique os músculos do assoalho pélvico

Antes de começar a fazer os exercícios, é importante que você saiba onde estão os músculos do assoalho pélvico. Para isso, durante a próxima vez que for urinar, tente interromper o fluxo de xixi. Os músculos que você contraiu são os músculos do assoalho pélvico. Lembre-se de não fazer isso com frequência, pois pode prejudicar a bexiga.

2. Sente-se confortavelmente

Escolha um lugar confortável para se sentar, pode ser em uma cadeira ou no chão. Certifique-se de que sua coluna está ereta e seus pés estão apoiados no chão.

3. Contrair e relaxar

Agora é hora de começar os exercícios. Contraia os músculos do assoalho pélvico e segure por alguns segundos, depois relaxe. Repita esse movimento por cerca de 10 vezes, mas lembre-se de não prender a respiração durante a contração.

4. Não exagere na força

É importante não exagerar na força durante os exercícios. O ideal é contrair os músculos de forma suave e gradual, sem forçar demais. Se você sentir algum desconforto, pare e descanse antes de continuar.

5. Faça os exercícios em diferentes posições

Além de sentada, você pode fazer os exercícios de Kegel deitada ou em pé. Isso pode ajudar a fortalecer diferentes grupos musculares e melhorar os resultados.

6. Aumente o tempo de contração gradualmente

Conforme você for se acostumando com os exercícios, tente aumentar o tempo de contração dos músculos do assoalho pélvico. Comece com alguns segundos e vá aumentando gradativamente até conseguir segurar por 10 segundos.

Curiosidades sobre os exercícios de Kegel

Agora que você já sabe como fazer os exercícios de Kegel, vamos compartilhar algumas curiosidades sobre eles:

1. Eles podem ser feitos durante as relações sexuais

Sim, mamãe, os exercícios de Kegel também podem ser feitos durante as relações sexuais. Eles podem ajudar a aumentar a sensação de prazer durante o sexo e até mesmo prevenir a incontinência urinária.

2. Não são apenas para mulheres

Embora sejam mais conhecidos como exercícios para mulheres, os exercícios de Kegel também podem ser feitos pelos homens. Eles podem ajudar a tratar a incontinência urinária masculina e até mesmo a disfunção erétil.

3. Podem ser feitos em qualquer lugar

Como já mencionamos, os exercícios de Kegel podem ser feitos em qualquer lugar e a qualquer momento. Então aproveite para fazê-los enquanto está no trânsito, assistindo TV ou até mesmo no trabalho.

Dicas para tornar os exercícios de Kegel mais eficazes

Além de fazer os exercícios de Kegel regularmente, existem algumas dicas que podem ajudar a torná-los ainda mais eficazes. Confira:

1. Não desista

Assim como qualquer outro exercício, os resultados dos exercícios de Kegel podem demorar um pouco para aparecer. Então não desista e continue praticando regularmente, pois com o tempo você verá os benefícios.

2. Não pare após o parto

Muitas mulheres se esquecem de continuar fazendo os exercícios de Kegel após o parto, mas é importante não parar. Eles podem ajudar a acelerar a recuperação do corpo e prevenir problemas futuros.

3. Combine com outros exercícios

Os exercícios de Kegel são ótimos para fortalecer a musculatura pélvica, mas eles também podem ser combinados com outros exercícios, como caminhada, pilates e yoga, por exemplo. Essa combinação pode trazer resultados ainda melhores.

4. Busque orientação profissional

Caso você tenha dificuldades em encontrar os músculos corretos ou tenha qualquer tipo de desconforto durante os exercícios, é importante buscar orientação profissional. Seu médico poderá indicar um fisioterapeuta especializado em saúde pélvica para te ajudar.

Conclusão

Mamãe, os exercícios de Kegel são uma ótima maneira de prevenir e tratar problemas relacionados à fraqueza da musculatura pélvica. Além de melhorar sua qualidade de vida, eles também podem trazer benefícios para a sua saúde sexual. Então comece a fazer os exercícios hoje mesmo e sinta a diferença em seu corpo. Lembre-se sempre de consultar seu médico antes de iniciar qualquer tipo de atividade física e não desista, os resultados virão com o tempo. Cuide-se e seja uma mãe saudável e feliz!

Receitas relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tu valoración: Útil

Go up