Sintomas 15 dias antes do parto

Sintomas 15 dias antes do parto

Olá, mamãe!

Se você está na reta final da sua gestação, certamente está ansiosa para conhecer o rosto do seu bebê e dar à luz. E é normal que nesta fase você comece a sentir alguns sintomas que indicam que o grande momento está chegando.

A partir das 37 semanas de gestação, o bebê é considerado a termo, o que significa que ele está suficientemente desenvolvido para nascer de forma adequada. Neste momento, é importante que você esteja atenta a qualquer sinal que o seu corpo possa estar dando, pois pode ser um indicativo de que o trabalho de parto está próximo.

Neste post, vamos falar sobre os sintomas que podem surgir cerca de 15 dias antes do parto. Vamos lá?

O que são os sintomas pré-parto?

Os sintomas pré-parto são alterações físicas e emocionais que a gestante pode sentir antes do trabalho de parto. Eles são uma preparação do corpo para o nascimento do bebê e podem variar de mulher para mulher, podendo ocorrer dias ou semanas antes do parto.

É importante lembrar que nem todas as gestantes apresentam os mesmos sintomas e que alguns podem até passar despercebidos. Por isso, é fundamental que você esteja atenta ao seu corpo e comunique qualquer mudança ao seu médico.

Quais são os sintomas que indicam que o parto está próximo?

1. Contrações regulares

As contrações são o principal sintoma de que o trabalho de parto está próximo. Elas podem começar de forma leve e irregular, mas vão se tornando mais intensas e regulares à medida que o parto se aproxima.

É importante que você saiba diferenciar as contrações de treinamento, que são comuns durante a gestação, das contrações de trabalho de parto. As de treinamento costumam ser irregulares, indolores e não aumentam em intensidade, enquanto as de trabalho de parto são mais intensas, regulares e dolorosas.

2. Perda do tampão mucoso

O tampão mucoso é uma secreção que fica acumulada no colo do útero durante a gestação para proteger o bebê de infecções. Quando o colo do útero começa a se dilatar, o tampão é eliminado, podendo ser percebido como uma secreção rosada ou marrom, semelhante a uma gelatina.

3. Expulsão do rolhão sanguíneo

O rolhão sanguíneo é uma pequena quantidade de sangue que pode ser eliminada junto com o tampão mucoso. Ele é formado por pequenos vasos sanguíneos que se rompem durante a dilatação do colo do útero.

4. Dilatação do colo do útero

A dilatação do colo do útero é um processo natural que ocorre durante o trabalho de parto para permitir a passagem do bebê pelo canal de parto. É possível que o seu médico faça exames de toque para verificar a dilatação do colo e se o parto está próximo.

5. Rompimento da bolsa amniótica

O rompimento da bolsa amniótica é um sinal de que o parto está próximo. Quando isso acontece, a gestante pode sentir uma grande quantidade de líquido saindo pela vagina, que é o líquido amniótico que envolve o bebê.

6. Dor nas costas

A dor nas costas é comum durante a gestação, mas quando ela se intensifica e fica mais frequente, pode ser um sinal de que o parto está próximo. Isso acontece porque o corpo da gestante está se preparando para o nascimento do bebê, o que pode gerar desconforto e dores nas costas.

7. Náuseas e diarreia

Algumas gestantes podem sentir náuseas e diarreia antes do parto. Isso acontece porque o corpo está se preparando para o trabalho de parto e pode eliminar o que estiver no intestino para facilitar a passagem do bebê.

8. Sensação de peso na região pélvica

Com a aproximação do parto, o bebê começa a se encaixar na pelve da gestante, o que pode causar uma sensação de peso e pressão na região pélvica. Isso pode dificultar a locomoção e até mesmo causar desconforto.

9. Mudanças de humor e irritabilidade

As mudanças hormonais e as ansiedades em relação ao parto podem causar alterações de humor e irritabilidade na gestante. É importante que você tenha um bom suporte emocional neste momento e tente manter a calma.

10. Insônia

A insônia é um sintoma comum durante a gestação, mas pode se intensificar nas últimas semanas antes do parto. Isso acontece porque o corpo está se preparando para o trabalho de parto e pode ser difícil encontrar uma posição confortável para dormir.

Dicas para aliviar os sintomas pré-parto

1. Faça caminhadas

As caminhadas podem ajudar a aliviar as dores nas costas e a sensação de peso na região pélvica. Além disso, elas podem estimular o trabalho de parto.

2. Faça exercícios de alongamento

Os exercícios de alongamento podem ajudar a aliviar as dores e o desconforto causados pela gestação. Você pode pedir orientações ao seu médico sobre quais exercícios são mais indicados.

3. Tome banhos quentes

Os banhos quentes podem ajudar a relaxar os músculos e aliviar as dores. Mas é importante que você não fique muito tempo na água quente, pois isso pode aumentar a pressão sanguínea.

4. Descanse e se alimente bem

Neste momento, é importante que você descanse e se alimente bem para manter o seu corpo preparado para o parto. Tente dormir de lado, com travesseiros entre as pernas para aliviar a pressão na região pélvica.

5. Mantenha-se hidratada

Beber bastante água é fundamental durante a gestação e pode ajudar a aliviar as contrações de treinamento.

Curiosidades sobre o parto

- O bebê pode nascer em qualquer posição, mas a mais comum é de cabeça para baixo.

- A dilatação do colo do útero é medida em centímetros. Quando chega a 10 cm, o bebê pode nascer.

- A episiotomia, corte feito na região do períneo para facilitar a passagem do bebê, não é mais recomendada pela Organização Mundial de Saúde.

- O parto normal é a forma mais segura de nascimento para a mãe e para o bebê.

- A ocitocina, conhecida como "hormônio do amor", é a responsável pelas contrações durante o trabalho de parto.

- O cordão umbilical é cortado após o nascimento do bebê e não durante o parto.

- O parto pode durar de algumas horas até um dia inteiro, dependendo do caso.

- O bebê pode nascer com a cabeça levemente alongada por conta da passagem pelo canal de parto.

- A maioria dos bebês nasce com o cordão umbilical enrolado em alguma parte do corpo, o que não é um problema.

- A amamentação logo após o parto é benéfica para a mãe e para o bebê, pois ajuda a liberar a ocitocina e a estabelecer a amamentação.

Conclusão

Os sintomas 15 dias antes do parto podem variar de mulher para mulher e nem todas as gestantes os apresentam. É importante que você esteja atenta ao seu corpo e comunique qualquer mudança ao seu médico.

Lembre-se de se cuidar e descansar para a chegada do seu bebê, pois a ansiedade pode ser grande, mas o momento do parto será único e inesquecível.

Esperamos que este post tenha sido útil para você. Conte-nos nos comentários quais sintomas você sentiu antes do parto e compartilhe com outras mães que estão na mesma fase. Até a próxima!

Receitas relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tu valoración: Útil

Go up