Com quantos centímetros a epidural

Com quantos centímetros a epidural

Olá, mamãe! Se você está prestes a dar à luz, provavelmente está se sentindo muito ansiosa e empolgada com a chegada do seu bebê. No entanto, junto com essa emoção, é normal também sentir um pouco de medo e ansiedade em relação à dor do parto. Mas não se preocupe, hoje em dia existem diversas opções de alívio para a dor durante o parto, e uma das mais utilizadas é a anestesia peridural.

Neste post, vamos falar tudo sobre a anestesia peridural, desde o seu funcionamento até suas vantagens e desvantagens. Continue lendo para se informar e ficar mais tranquila em relação ao processo de parto.

índice

O que é a anestesia peridural?

A anestesia peridural é um procedimento médico que consiste na administração de anestésicos locais e narcóticos na região lombar da coluna vertebral, com o objetivo de aliviar a dor durante o trabalho de parto. Ao contrário da anestesia geral, que induz o sono e faz com que a gestante fique inconsciente durante o parto, a peridural permite que a mulher fique acordada e participe ativamente do processo.

Como é feita a anestesia peridural?

A anestesia peridural é aplicada por um anestesiologista, profissional especializado em anestesia. O procedimento é feito com a gestante sentada ou deitada de lado, com a barriga para cima e as pernas flexionadas. Primeiro, é feita uma assepsia na região lombar e em seguida é aplicada uma pequena dose de anestésico local para anestesiar a pele e os tecidos superficiais.

Em seguida, é inserida uma agulha fina entre duas vértebras lombares, até atingir o espaço epidural, que é o espaço entre a medula espinhal e a coluna vertebral. Através dessa agulha, é injetada uma mistura de anestésicos locais e narcóticos, que bloqueiam a transmissão dos impulsos nervosos responsáveis pela dor.

Quando a anestesia peridural é indicada?

A anestesia peridural é indicada para mulheres que desejam alívio da dor durante o parto, mas que não querem ficar inconscientes ou sedadas. Ela é especialmente recomendada em casos de parto vaginal prolongado, cesariana, parto de fórceps ou de bebês grandes.

Quais são as vantagens da anestesia peridural?

A principal vantagem da anestesia peridural é o alívio da dor durante o parto. Além disso, ela permite que a gestante permaneça acordada e ativa durante o processo, o que pode ser mais confortável e tranquilizador para algumas mulheres. Outras vantagens incluem:

  • Diminuição da tensão muscular, o que facilita a dilatação do colo do útero;
  • Redução do estresse e da ansiedade;
  • Possibilidade de controlar a dor através da administração de doses adicionais de anestésicos;
  • Facilidade na realização de cesarianas, pois a gestante permanece consciente;
  • Menor risco de complicações pós-parto, como hemorragias e infecções.

E quais são as desvantagens?

Assim como qualquer procedimento médico, a anestesia peridural também tem suas desvantagens. Algumas mulheres podem experimentar efeitos colaterais, como queda da pressão arterial, coceira na pele, tremores ou dor de cabeça após o parto. Outras desvantagens incluem:

  • Restrições de movimento devido à perda de sensibilidade nas pernas;
  • Possibilidade de prolongar o tempo de trabalho de parto, pois a anestesia pode diminuir as contrações uterinas;
  • Maior risco de intervenções médicas, como uso de fórceps ou cesariana, caso a gestante não consiga empurrar durante o trabalho de parto;
  • Possibilidade de complicações, como infecções ou lesões na coluna vertebral, embora sejam raras.

E a recuperação após a anestesia peridural?

A recuperação após a anestesia peridural é rápida e não há necessidade de internação hospitalar. A gestante pode sentir um leve formigamento nas pernas por algumas horas após o parto, mas logo recupera a sensibilidade e pode se levantar e andar normalmente.

10 perguntas e respostas sobre a anestesia peridural

1. A anestesia peridural é segura para a mãe e para o bebê?
Sim, a anestesia peridural é segura quando realizada por um profissional qualificado e em um ambiente hospitalar adequado.

2. A anestesia peridural pode ser feita em qualquer momento do trabalho de parto?
Sim, ela pode ser aplicada em qualquer fase do trabalho de parto, desde que a dilatação do colo do útero seja de pelo menos 3 cm.

3. A anestesia peridural pode ser aplicada em qualquer tipo de parto?
Sim, ela pode ser aplicada em parto vaginal, cesariana ou parto de fórceps.

4. A anestesia peridural é dolorida?
O procedimento pode causar um pequeno desconforto durante a aplicação da agulha, mas a dor é suportável e dura apenas alguns segundos.

5. A anestesia peridural é 100% eficaz?
Não, em alguns casos pode haver uma diminuição parcial da dor ou a gestante pode sentir contrações dolorosas em uma parte específica do corpo.

6. É possível escolher a intensidade da anestesia?
Sim, a gestante pode escolher a intensidade da anestesia de acordo com a sua tolerância à dor.

7. A anestesia peridural pode ser usada em partos naturais?
Sim, ela pode ser usada em partos naturais, mas é importante lembrar que o parto normal sem anestesia pode ser uma opção para algumas mulheres.

8. A anestesia peridural pode ser usada em partos domiciliares?
Não, ela só pode ser aplicada em ambiente hospitalar.

9. Existe alguma contraindicação para a anestesia peridural?
Sim, mulheres com distúrbios de coagulação, infecções na região lombar ou alergia a algum dos componentes da anestesia não podem receber o procedimento.

10. A anestesia peridural pode afetar a amamentação?
Não, ela não afeta a amamentação, mas pode causar sonolência no recém-nascido nas primeiras horas após o parto.

Dicas interessantes sobre a anestesia peridural

- Converse com seu médico sobre a possibilidade de aplicar a anestesia peridural durante o trabalho de parto, mesmo que você ainda não tenha decidido se quer ou não utilizá-la. Assim, você estará preparada caso decida recorrer a ela.
- A anestesia peridural pode causar queda da pressão arterial, por isso é importante permanecer deitada durante a aplicação e receber líquidos por via intravenosa.
- Alguns hospitais permitem que a gestante escolha a posição em que deseja ficar durante a aplicação da anestesia, como sentada ou deitada de lado. Pergunte ao seu médico se essa opção é possível no local onde você pretende dar à luz.
- Se você estiver planejando um parto natural, informe-se sobre outras opções de alívio da dor, como a hipnose ou a acupuntura.
- É normal sentir um pouco de medo ou ansiedade em relação ao parto, mas tente manter a calma e se concentrar no seu bebê. Lembre-se que a anestesia peridural é uma opção para diminuir a dor, mas o mais importante é que você e seu bebê estejam saudáveis.

Conclusão

A anestesia peridural é uma técnica que pode trazer alívio para a dor durante o trabalho de parto. No entanto, é importante lembrar que ela não é obrigatória e que existem outras opções para o alívio da dor. Converse com seu médico e faça uma escolha consciente, pensando sempre no bem-estar seu e do seu bebê. Esperamos que este post tenha esclarecido suas dúvidas sobre a anestesia peridural e que você tenha um parto tranquilo e seguro. Boa sorte!

Receitas relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tu valoración: Útil

Go up